sexta-feira, 22 de junho de 2007

Emancipação da Ilha do Governador

Edição 1321 - 22.06.2007


Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre a crise nos aeroportos brasileiros)
Um velho tema é recorrente. Trata-se da possibilidade da Ilha do Governador se transformar num município. Sempre fui a favor e apresentei como deputado, em 1993, na Assembléia Legislativa, um projeto de lei cuja ementa propunha a transformação da região no município da Ilha do Governador. Lembro que na pesquisa produzida por minha equipe o novo município estaria entre as nove maiores arrecadações do Estado, fato que animou a todos, sobretudo considerando o pequeno território de apenas 33 km2, metade ocupada por unidades militares e o Aeroporto Tom Jobim. Sobrariam uns 14 km2 sob responsabilidade do município, região sem necessidade de grandes obras. Daí a vontade de “proclamar” a nossa independência para concentrar os recursos financeiros em hospitais, escolas de 2º grau – principalmente de ensino técnico e profissionalizante – e muita segurança. Entre muitas idéias lembro da construção de um portal na entrada da Ilha que, além de saudar os visitantes, teria a função de observar e vigiar bandidos de outras regiões que praticam crimes na Ilha. Segundo o IBGE, o censo de 2000 contou 211.569 habitantes, mas acredito que hoje já somos no mínimo 300 mil moradores e, assim, nossa cidade – tirando as capitais - seria um dos municípios de maior densidade populacional, o que não é nenhuma vantagem aparente, mas significa maior participação em receitas estaduais e federais, proporcionando a um prefeito atuante recursos adicionais para transformar a Ilha do Governador na cidade com os melhores índices de qualidade de vida do Brasil.Tudo é possível. Pena que ainda é apenas um sonho recorrente, sobretudo, diante do vergonhoso abandono que vivemos hoje.
Gente & Fatos
Magacho
Com o lema “Dizem que é pra frente que se anda”, a saúde da Ilha do Governador ganha em qualidade com o sucesso do Grupo Hospitalar Santa Maria Madalena. Além de inaugurar as moderníssimas ampliações do Hospital Santa Maria Madalena, o grupo agregou o patrimônio da Clínica São Bento, do Zumbi.
Artesãos
Inês Leig é uma das organizadoras da 4ª Convenção Brasileira de Pintura Decorativa que será realizada nos dias 4 e 5 de agosto no Monte Líbano. O evento vai reunir mais de 50 expositores oferecendo cerca de 45 oficinas. Na oportunidade também se realiza a 1ª Certificação para Profissionais de Pintura Decorativa que inclui noções de desenho básico, teoria da cor e manuseio dos pincéis. Esse pré-requisito é indispensável para Certificação Professores de Pintura Decorativa. Interessados: 2577-7988, Márcia Renault.
Móveis
Lúcio Margaronis, Leonardo Soares e Ranieri Barlotta também abrem no Cacuia a Loja Mais, especializada em móveis.
Flamengo
Nesta sexta-feira, 22, às 19 horas, na rota para conquistar o campeonato, o time sub-17 de futsal da Associação Atlética Portuguesa Carioca joga contra o Flamengo. Já os infantis enfrentam a equipe do Maran. É futebol de salão de craques.
Poeira
Os comerciantes da Rua Sargento João Lopes estão em pé de guerra contra a poeira levantada pelas obras da prefeitura. Garantem que o carro-pipa só alivia a poeira da Estrada da Cacuia. As lojas ficam sujas e os próprios comerciantes precisam limpar as calçadas e a rua com água.
Slava
As meninas do Projeto Dançamar, da Escola de Dança Slava Goulenko, estão de parabéns. Acabam de conquistar com louvor o 1º lugar no Festival de Dança Spinelli, realizado dia 15 na Uerj, categoria clássico livre, e coreografia de Patrícia Gonzalez. Parabéns!!!
Forró
Sérgio Fabri informa que a União da Ilha promove forró ao vivo, com casamento na roça, comidas típicas e brincadeiras, neste sábado, 23, com início às 18 horas. No domingo, 24, a festança continua, mas já começa ao meio-dia. A entrada é franca e a comida barata.
Biscoitos
Inaugurou no Cacuia a Casa do Biscoito, franquia pilotada por Evandro Oliveira dedicada aos que apreciam produtos saborosos e fresquinhos.
Porcão
Embora um pouco mais distante, muita gente da Ilha está preferindo a Churrascaria Barra Brasa. Garantem os freqüentadores que, além do excelente atendimento, o churrasco é mais macio e saboroso do que no Porcão. Dizem também que os pratos periféricos estão de longe muito mais deliciosos, principalmente o camarão que recepciona os exigentes gastrônomos. A conferir!!!
Locadora
A Wall Street, tradicional locadora de vídeos da Ilha, dirigida com atenção pelos sócios Miros, - o Lopes e o Souza - já tem planejados para o mês de julho atraentes “pacotes de férias” dedicados à criançada. Além disso, todas as novidades e lançamentos do cinema já chegaram para o público adulto.
Creches
É uma pena. Corre o boato que um grupo de creches voltado para atender famílias em comunidades da Ilha está na iminência de paralisar os serviços às crianças. Os repasses da prefeitura não estariam sendo feitos há alguns meses. Vinte e nove é o “Dia D”.
Breu
Falta iluminação nas esquinas das ruas Cam-baúba, República Árabe da Síria e Estrada do Galeão. No trecho, além de seis lâmpadas apagadas, outra meia dúzia deve estar fora do prazo de validade porque não ilumina nada. A escuridão é total, o que favorece alguns bandidinhos que se escondem entre o Bob’s e o novo Posto Esso.
Z-10
De 6 a 15 de julho - nas sextas-feiras, sábados e domingos - tem festa caipira na Colônia de Pescadores Z-10, cujo presidente é o atuante Ricardo Tavares. Em 2006, a Colônia proporcionou a melhor e mais segura festa da Ilha embora os recordes de público. Agora os organizadores querem manter a boa fama, e se esforçam na organização.
Sprinter
Continua bombando a Academia Sprinter, do professor Mário Martins. Segundo os alunos, tudo é fruto do bom ambiente e camaradagem da equipe de professores e funcionários. Aos sábados, o maratonista de natação Mauro Silveira faz brincadeira aceitando desafio de resistência e força no spinning. Informações: 2462-3121.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Empreendedores de Coragem

Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre as dezenas de veículos que surgem queimados em ruas da Ilha do Governador)

Estou entusiasmado com a coragem e determinação de alguns empresários da Ilha do Governador. Acredito que a região pode crescer muito com os investimentos e os novos empregos que estão sendo criados nas últimas semanas. Tem gente que o pessimismo e o marasmo das autoridades não servem de desculpa e atropela a realidade transformando atividades de risco em negócios lucrativos. A turma é competente.Mas, na verdade, segundo depoimento desses empresários, o que atrapalha muito e atrasa as inaugurações é a burocracia e as dificuldades criadas por alguns setores do governo, nas três esferas.São excelentes exemplos de sucesso a inauguração do complexo de beleza e salão Ilha Mar, a antiga Padaria Rumo da Lua que agora será Varandas - vai abrir nos próximos dias -, a transformação da Blockbuster em Americanas Express, e a reabertura do Posto Esso neste final de semana. Juntas, essas atividades estão transformando o desenvolvimento do comércio num raio de 500 metros onde estão localizadas. Triste é que nesse mesmo raio de espaço, ainda persiste - há quatro anos - o terreno abandonado pela prefeitura, onde seria construído o novo hospital municipal de emergência. Viva a atividade privada. Viva quem arrisca seu capital, gera empregos, paga impostos e arrecada dinheiro para movimentar a pesada máquina pública cuja inércia atrapalha o progresso sem oferecer contrapartidas, sobretudo nas áreas de segurança, saúde, educação e outros serviços essenciais à população.Mas vamos em frente. Vamos nos contagiar com as boas notícias e exemplos de sucesso dos nossos empreendedores cujos esforços merecem o reconhecimento dos consumidores, trabalhadores, e de todos os cidadãos, que também lutam de maneira decente para o progresso deste Brasil.


joserichard@uol.com.br