sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Sérgio Cabral diz que Aeroporto é Espelunca

Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre a cratera onde caiu um carro, na Estrada do Galeão)
Edição 1352 - 25.01.2008

Opinião

Foi um exemplo de profissionalismo e competência o trabalho executado pelo delegado titular da 37ª DP, Dr. Fernando Paredes, que levou para a cadeia, no domingo, dia 20, o bandido Saulo de Sá Silva, apontado como o maior traficante de drogas e fornecedor de armas e munições do Rio de Janeiro.
Paredes que, tem como jurisdição a Ilha do Governador e Fundão, descobriu que o Barão do Pó, como é conhecido Saulo, estaria abastecendo com cocaína o Morro do Dendê, e iniciou as investigações. O trabalho minucioso e de inteligência indicavam que o criminoso estaria no nordeste do País, e foi pra lá que o delegado viajou na semana passada, com parte da sua equipe da 37ª DP, formada pelos inspetores João Werneck, Cristiano Hill, e Cleomir Hora.
Condenado a 18 anos por tráfico de drogas, Saulo do Pó também estaria comandando o tráfico de entorpecentes na Rocinha, e foi preso em Alagoas pela equipe do delegado da Ilha, que se fizeram passar por turistas desejando alugar a casa do traficante para o Carnaval.
Cumprida a missão que o levou muito além das fronteiras da Ilha, o Dr. Fernando Paredes, mais uma vez, honra a classe policial e orgulha a todos nós moradores da Ilha do Governador, que nos sentimos mais protegidos sabendo que temos na delegacia um policial corajoso e determinado para proteger nossa comunidade.
joserichard@uol.com.br