segunda-feira, 2 de março de 2015

A Ilha do Governador é uma região próspera

               
O aeroporto Tom Jobim é importante na economia da Ilha do Governador 
e o complexo aeroviário ocupa mais de 1/3 do território insulano 

               A Ilha do Governador tem uma população equivalente a grandes cidades brasileiras. No nosso Estado, a Ilha – se fosse uma cidade - seria nona com maior número de habitantes, fato que revela a importância da região na cidade do Rio de Janeiro. Além disso, a Ilha conta com grandes empresas em seu território, como a Cosan, Shell, Eisa, Optisol e outras, além do Aeroporto Internacional, cujos impostos devem gerar recursos públicos imensos. Esses recursos deveriam ser aplicados proporcionalmente no desenvolvimento da região que gera a arrecadação. 
               Menciono o fato para lamentar. Não acho justo que a Ilha tenha apenas uma obra: a da Vila Olímpica na Estrada Rio Jequiá. Enquanto a cidade se moderniza com centenas de obras importantes. O atraso no urbanismo e o caos na mobilidade urbana projetam um cenário péssimo para os próximos anos. Os avanços e ganhos com a realização das olimpíadas em 2016 deveriam ser capitalizados em obras agora. Depois, só vamos conseguir avanços com muito esforço político e razões extraordinárias. A exceção está no aeroporto cujas obras andam por conta da privatização e dos investimentos gigantescos do consórcio que toma conta do Tom Jobim. Eles sabem que para gerar lucros precisam criar ambientes modernos e atraentes.
               Com o mercado de imóveis na iminência de voltar a normalidade, a Ilha precisa avançar mais no desenvolvimento e criar ambientes urbanos para fixar a população atual e atrair novos moradores. A Ilha é estratégica não apenas pelo aeroporto, mas principalmente por estar cercada pelas águas da Baía de Guanabara, cujas perspectivas de recuperação e belezas naturais podem gerar, no mínimo oportunidades de negócios náuticos e turísticos, imensos. É preciso sair da inércia. E repito, os recursos gerados na região precisam ter destino aqui. A preservação do meio ambiente e estímulos para investimentos na orla desta bela baía que nos envolve são prioridades urgentes.     
joserichard@uol.com.br