sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Instituições passivas





É impossível melhorar a cultura e esperar a confiança do povo, se as instituições de segurança não tomam atitude diante de algumas ilegalidades que afrontam a população ordeira. Falo dos delitos que são cometidos à luz do dia, na frente das autoridades policiais, que algumas vezes reagem de modo contemplativo. Um exemplo é a grande circulação de motos sem placas, pilotadas por gente sem capacete e que passa na frente de policiais militares sem serem abordadas. A liberalidade do trânsito dessas motos, por toda a Ilha, provoca a desconfiança de que a ação policial é, em muitas ocasiões, meramente representativa. Nessa visão, a estratégia, por exemplo, da presença permanente de uma viatura e policiais junto ao chafariz em frente ao Mc Donald´s seria meramente figurativa. E a presença figurativa não transmite sensação de segurança à população, que pelo contrário, credita ineficiência à ação da PM.

Luto para que os mocinhos e a lei sejam sempre respeitados e vencedores. Por isso fico indignado com a passividade da autoridade que não age diante de irregularidades que acontecem à sua frente. Imagino que cada policial tenha foco em missões específicas, conforme as ações da bandidagem. É um trabalho difícil e perigoso. Todavia, espera-se que não fiquem impassíveis diante de outras transgressões ou fatos que acabam desrespeitando a instituição policial. Imagino que a presença fixa da polícia em alguns pontos da Ilha faça parte de um plano estratégico, que entre outras prioridades, existe para inibir assaltos e dar maior segurança à população. Por essa razão, acredito que, onde estiver um policial a lei precisa ser rigorosamente cumprida a qualquer preço. Onde estiver circulando uma patrulha e cruzar com irregularidades é preciso uma ação de ordem. Só começando a agir assim, a polícia vai conseguir desmontar a suspeita de acomodação e pior, estimulando a impunidade.

Todas as fichas da população estão sendo colocadas ao lado do novo comando da PM, cujo apoio ele pode contar nas suas investidas contra o crime. O momento é importante para reafirmar o voto de absoluta confiança no trabalho da PM.