sábado, 20 de março de 2010

Prefeitura Itinerante na Ilha

No final de abril ou início de maio deste ano, o prefeito Eduardo Paes programou instalar a Prefeitura Itinerante na Ilha do Governador. Trata-se de uma iniciativa inédita. Nenhum outro prefeito teve sensibilidade para instalar seu gabinete e trazer seus secretários por alguns dias à região. Essa medida é oportuna, diante da enorme quantidade de problemas que se acumulam em nossas ruas e praças, ao longo dos últimos meses. São, sobretudo, problemas de responsabilidade da prefeitura o novo hospital (que ainda não saiu do papel), buracos, iluminação, limpeza urbana e a bagunça no transporte de passageiros feito por vans e Kombis ilegais. A questão da segurança pública é sempre prioridade, mas como sabemos, é responsabilidade do Governo Estadual.

Sugiro que desde já, os líderes comunitários, síndicos, dirigentes de instituições, empresários, presidentes de associações de moradores e cidadãos comuns discutam em suas comunidades e anotem os itens para cobrar do prefeito. A oportunidade para melhorar a Ilha deve ser aproveitada por todos. E a solicitação através de documento formal, dirigido ao prefeito e protocolado no primeiro dia da Prefeitura Itinerante constituirá compromisso cujas providências terão reais chances de serem resolvidas rapidamente. O prefeito e seus staff virão a Ilha para isso: ouvir a população.

Que a Ilha está abandonada todos sabem, inclusive o governo municipal. Mas, o que Paes não sabia era o tamanho da omissão da prefeitura. Tanto que ficou chocado com a depredação de um dos obeliscos da Estrada do Galeão (mostrado em reportagem do Ilha Notícias na semana passada), e determinou a um dos seus principais secretários, Carlos Osório (Conservação e Serviços Públicos) tomar as medidas urgentes para resolver a vergonhosa sujeira e mau estado daquele equipamento público.

Insisto. Relacione os problemas e cobre durante os dias da Prefeitura Itinerante. O bom político, como é o caso do prefeito Eduardo Paes, precisa da participação dos eleitores, principalmente, com críticas e sugestões. Só assim seu governo vai trabalhar para as verdadeiras necessidades da população e ficar mais fortalecido.

joserichard@uol.com.br