sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

A Ilha do Governador torce pela União da Ilha



Quem mora na Ilha do Governador sabe a importância da União da Ilha para a comunidade. E essa importância é reconhecida em todo país, principalmente através de alguns sambas-enredos que se tornaram sucessos, como "Domingo", "O Amanhã", "O que será?" e "É Hoje!" que foram interpretados por cantores famosos e ganharam espaço extraordinário nas rádios de todo país. Hoje, esses sambas fazem parte da galeria de sucessos da música brasileira.
 A União da Ilha é, portanto, uma referência que projeta a Ilha do Governador além das fronteiras insulanas. Digo mais, é o principal ícone da cultura popular da nossa região, fato que nos orgulha e faz com que a escola de samba fundada em 1953 seja parte do patrimônio imaterial dos insulanos. O resultado do desfile na Sapucaí afeta a economia da região e reflete no ânimo da população. Não tenho ideia de quantidade, mas imagino que milhares de pessoas anônimas estejam envolvidas na preparação do carnaval, como costureiras, soldadores, maquiadores e uma outra infinidade de gente que trata dos detalhes aparentemente simples, como por exemplo: as engrenagens dos carros alegóricos e a complexa logística do desfile.
O sentimento, após o desfile desse ano é de injustiça. A escola desfilou perfeita e o 9º lugar não reflete a expectativa do público que viu a escola na Sapucaí. Logo após o desfile o presidente Ney Filardi anunciou o enredo para 2014 – "Brinquedos e Brincadeiras", numa demonstração de que sua gestão é séria e trabalha com planejamento independente dos resultados. Se a colocação desse ano não agradou, pensar imediatamente em 2014 faz parte da determinação e fibra de uma diretoria que busca tornar a União da Ilha uma campeã do carnaval. E pela história de sucessos da União é certo que logo chegaremos lá.