sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Pichadores voltam a atacar a Ilha


Parque Manoel Bandeira


É terrível, e não dá mais pra ficar quieto. É insuportável a poluição e os prejuízos causados pelas pichações em praças públicas, prédios comerciais e residenciais da Ilha do Governador. A sujeira é tanta que muita gente tem deixado de alugar salas comerciais em lugares com pichações porque fica com vergonha e medo de prejudicar a imagem do seu negócio.
Os desequilibrados que fazem essas pichações são jovens covardes que se escondem nas madrugadas e criminosamente destroem o patrimônio alheio com frases enigmáticas e imbecis. Além de colocar suas vidas em perigo, eles invadem a privacidade de apartamentos e residências, provocando o desespero de mulheres e crianças que eventualmente dão de cara com um desses desajustados.
Pichar é crime - artigo 163 do Código Penal - segundo informa o Dr. Luiz Varanda, presidente da OAB-Ilha, e dá cadeia com pena de um a seis meses. Portanto, ajude a desmascarar os pichadores para acabar com esse mau exemplo, aparentemente de bobalhões, que provoca enormes prejuízos. Na Estrada do Galeão são centenas de imóveis que ficaram desvalorizados e cujas fachadas vão perpetuar nas pastilhas ou mármores desenhos bestiais de pichadores que têm se reunido à noite em diversos bairros da região. Nessas reuniões, segundo um dos participantes, eles tramam aonde vão atacar, agindo como verdadeiras quadrilhas de bandidos.


Denuncie esses crimes, ligue pra polícia: 2334-6308 37ª DP e 2334-6331 17º BPM.



Texto publicado em maio de 2007 e republicado nesta edição com adaptações.