sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A sociedade e todos nós temos instrumentos para agir, denunciando bandidos

O papel do jornalismo é e vai continuar sendo o de levar aos leitores notícias e informações. O desejo é que todas sejam boas novas.
Entretanto, a realidade do dia a dia é outra. Os acontecimentos da região fazem, por exemplo, a pauta do Ilha Notícias. Os outros jornais e veículos de comunicação funcionam da mesma forma. O conteúdo, do dia ou da semana, pode ser mais denso do que na outra. É o caso desta edição onde o destaque é um crime de sequestro cujo mandante seria, segundo a polícia, um empresário da Ilha. A vítima outro empresário. É duro e difícil realizar as tarefas de apuração para colocar os fatos como eles são. A desconstrução de carreiras e de projetos profissionais acontecem em poucos minutos, resultado muitas vezes de atitudes impensadas. Famílias são abaladas e as consequências, às vezes, tem desdobramentos tristes no futuro.
O caso que provocou a manchete desta edição aconteceu durante a quinta-feira desta semana e os suspeitos foram parar na delegacia no mesmo dia, ao anoitecer. A integração entre a Polícia Militar e a 37ª DP foi fundamental para a prisão do mandante do sequestro e um dos supostos sequestradores. A parceria entre o comandante do 17º BPM, Coronel Marcos Netto e o Delegado titular da Ilha, Dr. Ricardo Barboza, foi fundamental para o sucesso da operação. Se não fosse a competência dos agentes policiais, que agiram rápido, a história poderia ter um desfecho imprevisível.
Os crimes estão em baixa na Ilha. Os arrombamentos nas lojas localizadas a poucos metros da delegacia demonstra uma certa petulância dos ladrões. Eles certamente já estão na mira da lei que suspeita da ação de viciados em busca desesperada de dinheiro. Nada na área criminosa pode prosperar. A sociedade e todos nós temos instrumentos para agir, denunciando bandidos. Apontar suspeitos de ações criminosas é uma obrigação de todos. Amanhã um de nós ou de nossas famílias podem ser as vítimas. E para que isso seja evitado temos que tomar as atitudes para evitar o amanhã da ação de criminosos.