terça-feira, 12 de abril de 2016

O Brasil não tem produzido líderes à altura da sua grandiosidade


               Quanto mais observo na imprensa os movimentos políticos dessa questão do pedido de impeachment da presidente Dilma - fato que paralisou o Brasil -, mais fico confuso e perplexo com o comportamento de algumas pessoas que ocupam cargos importantes e que deveriam ter talento para expor e defender as suas ideias de modo intenso, sem expor o ódio que nutrem por seus fracassos. 
             Com essas performances e estratégias com baixo conteúdo de ideias, pode-se entender porque o desenvolvimento do Brasil parou e o desemprego aumenta a cada dia. A luta pelo poder torna muita gente insegura, irracional ao ponto de não perceber que estão causando sofrimento e prejuízos à maioria dos brasileiros.
             O fracasso da solução política, seja ela qual for, é resultado da absoluta falta de escrúpulos de alguns com o país e seu povo. Enquanto nada é resolvido, a nação se dilacera em pedaços e os dias se prolongam tendo como refém a maioria da população que sofre silenciosamente em suas casas, acreditando que o dia seguinte será melhor. Mas, pelo contrário, na realidade, há seis meses, cada dia tem sido pior. Essa agonia de escândalos não acaba nunca e não surgem heróis, só oportunistas.
             O Brasil não prooduz mais líderes à altura da sua grandiosidade e do coração esperançoso do seu povo. A história conta outras crises que provocaram mudanças e tiveram a participação de homens de coragem, cuja ação fez o povo respeitá-los pelas mudanças que suas atitudes provocaram. Hoje, os protagonistas do palco político parecem apenas preocupados em agarrar-se ao poder e agem de modo fisiológico para benefício dos seus próprios interesses, enquanto o povo agoniza sem esperanças. 
              Clamo a Deus para que salve o Brasil!