sábado, 15 de março de 2008

Mosquito da Dengue criado no Chafariz

Fotos e Fatos da Semana
Ladrões quebraram o vidro e levaram o rádio no estacionamento das Casas Bahia-Portuguesa

Há dois anos a cerca de ferro retorcido, localizada na esquina da
Estrada do Galeão com Rua Grão de Areia, não recebe manutenção da Prefeitura.


Temporal avaça sobre as águas da Baia da Guanabara

Edição 1358 - 14.03.2008


Ilustração de Maurício Rocha
(Sobre a falta dágua no Morro da Viúva, no Alto das Pitangueiras)


Mosquitos da Dengue são criados nos obeliscos

As águas dos chafarizes – que só funcionam raramente - localizados na Estrada do Galeão, são um provável criadouro de larvas do mosquito da Dengue.

O inseto já infectou mais de 400 insulanos e o Jardim Guanabara é um dos bairros com maior índice de doentes.Ilha já tem 411 casos de dengue. O número de infectados cresce e preocupam moradores da Ilha. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a Ilha até o dia 13, apresentava 411 casos de dengue, com maior incidência no Tauá onde aconteceram 89 registros, e menor na Praia da Bandeira, com nenhuma ocorrência.

Até agora não houve nenhuma morte de morador do bairro em conseqüência da dengue.Pessoas que antes tinham receio de deixarem os agentes de saúde entrarem em suas casas, agora estão mais dispostas a aceitar essa inspeção, como no caso da moradora do Jardim Guanabara, Zilda Campos: “Tinha muito medo de deixar esses agentes entrarem em minha casa, mas depois de tantos casos de dengue aqui no Jardim, eu preferi arriscar, e também pedi para a minha vizinha fazer o mesmo”.

A moradora do Vilage, Luciana Rodrigues, diz que os agentes de saúde precisam passar pelo local, porque apesar de todos no condomínio fazerem intensiva fiscalização contra os focos do mosquito, muitas pessoas já contraíram o vírus mais de uma vez.

- Eu e meu irmão tivemos dengue duas vezes. Só de pessoas que eu conheço onde moro, cinco já tiveram a doença. Eu desconfio que possa ser a água da chuva que fica parada em cima da tampa dos bueiros - disse Luciana.

A assessoria de imprensa do Instituto Oswaldo Cruz, explicou que o mosquito Aedes aegypti se desloca principalmente para como caixas d’água e piscinas não tratadas, que podem se transformar em criadouro vetor, e recomenda atenção redobrada na limpeza desse locais.

Dia 12, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou a 33ª morte por dengue no estado. O número já é maior que o registrado em todo o ano passado que foram de 30 casos. Novas medidas foram tomadas pelo governador Sérgio Cabral que aumentou a quantidade de bombeiros nas ruas para atuar no combate ao mosquito e sancionou o projeto que autoriza a entrada de agentes de saúde em imóveis fechados nesta terça-feira, dia 11.

Delegado do Trabalho visita a Ilha

No próximo dia 26, a partir das 8h30, na Estácio de Sá, a Associação Comercial da Ilha realiza o 8º Café da Manhã com Empresários, e recebe o Dr. Carlos Correia, Delegado Regional do Trabalho – homem de confiança do Ministro Lupi - que vem conhecer os empreendedores da região e falar das novidades do órgão que comanda.