sexta-feira, 5 de outubro de 2007

"Saidinha de Banco"

A Mordida da CPMF

Preferência de bandidos é assaltar
clientes de banco na Portuguesa

A região bancária da Portuguesa tem sido um local de grande ocorrência de assaltos a pedestres, vitimando majoritariamente mulheres de todas as idades que acabam de sair das agências com quantia em dinheiro. No detalhe, José Silva Ribeiro, de 21 anos, reconhecido pelas vítimas como o autor do assalto no estacionamento das Casas Bahia no último dia 18.Região bancária da Portuguesa é a preferida dos assaltantesApós o assalto sofrido por duas mulheres no estacionamento das Casas Bahia, publicado na última edição do Jornal Ilha Notícias, moradores e pedestres reclamaram da falta de segurança na região bancária da Portuguesa, que se estende da Rua Cambaúba até à Rua Grão de Areia.
Pessoas que freqüentam a área foram ouvidas, e praticamente todas relataram já ter visto, sofrido ou terem informações sobre parentes ou amigos que sofreram assaltos ou furtos.A moradora Clemilce Packman falou sobre o tipo de abordagem dos marginais.- Graças a Deus nunca aconteceu nada comigo, mas eu já ouvi muitas pessoas conhecidas reclamarem sobre indivíduos que se encostaram para pedir uma informação e, de supetão, roubavam a carteira e dinheiro, enfiando a mão dentro do bolso - informou Clemilce.
O vendedor Lúcio Costa, de 42 anos, que trabalha na região há três anos, contou que no mês de agosto presenciou dois assaltos em frente ao banco Itaú.- Tem um senhor que vem todo mês aqui com a mãe. Após ele sair do banco, foi seguido até a casa dele na Freguesia por dois homens numa moto - disse Lúcio. Segundo o comerciante, na grande maioria das vezes, os assaltantes agem a bordo de uma moto e estão em dupla.- Três jovens senhoras entraram no banco Itaú e apenas uma delas sacou dinheiro. Quando elas chegaram na esquina do Wizard em frente ao sinal-de-trânsito, vieram dois homens numa moto diretamente naquela que havia feito a retirada, levando todo o dinheiro, cartões e documentos. Ou seja, eles estavam observando todo o trajeto delas desde que chegaram ao local - relatou Lúcio.
O advogado Carlos Oliveira reclamou da falta de policiamento ostensivo na área:- O ex-Comandante do 17º BPM, Tel. Cel. Roberto, colocou as câmeras de 360 graus numa posição central, mas infelizmente isso não ajudou a coibir os assaltos. É realmente necessária a presença ostensiva de viaturas policiais nesta área para intimidar as ações dos criminosos - afirmou Carlos.
Informações de testemunhas atestam que o horário mais comum para as ações dos bandidos é durante a manhã, entre as 10 horas e o meio-dia. A moradora Maria Helena foi vítima de assalto durante numa manhã do último mês de julho.
Depoimentos
Eu saí do banco Itaú por volta das 10h30, e por sorte estava com o dinheiro no bolso da calça. Duas mulheres me abordaram e levaram a minha carteira só com documentos - Maria Helena, 65 anos, aposentada.
Um casal roubou a bolsa de uma senhora ali no Unibanco e correu em direção à Portuguesa. O que mais acontece por aqui é roubo de bolsas de senhoras que saem dos bancos - Adílson Rozendo, 65 anos, morador.