sexta-feira, 23 de setembro de 2016

ASSALTANTES EM MOTO, PICHADORES, VANS E BARCAS SÃO PROBLEMAS GRAVES NA ILHA

Bandidos motoqueiros preferem agir à noite. 
Crime não existia na Ilha

            Vans, barcas, pichadores, e agora, “motoqueiros assaltantes” são graves problemas que a sociedade insulana sofre, e é refém, não apenas pelo mal que geram, mas principalmente em razão dos péssimos serviços, perigo e prejuízos que causam aos moradores da Ilha.
            É incrível que tanto as vans como as barcas, cujos serviços são de concessão pública, sejam tão ruins. Todo mundo reclama, mas não se percebe nenhuma ação das autoridades, que provoque no insulano algum sentimento ou esperança de que, em algum dia no futuro, as coisas possam melhorar. 
            São dois importantes sistemas de mobilidade urbana que se funcionassem bem diminuiriam a preocupação da população que vive atormentada para se deslocar de van dentro da Ilha, e para ir para o Centro usando as barcas. É absoluto o descaso da concessionária com a população ao não colocar horários durante o dia todo e não funcionar nos feriados e fins de semana. Esse pessoal não serve ao povo, mas se serve dele.
              Já os bandidos que agora usam motos para assaltar, começaram a agir há pouco tempo na Ilha e suas ações criminosas geram muito medo na população pela agressividade. Agem como criminosos mascarados com o rosto escondido pelos capacetes e fogem rapidamente usando motos sem placas.
            Enquanto isso os pichadores devem se sentir intocáveis por razões que desconheço e continuam há anos nas sombras causando prejuízos ao patrimônio público e privado com absoluta liberdade. Agem sem serem perturbados por ninguém.
            Vans, barcas, pichadores e “bandidos de motos” são problemas graves e urgentes para serem solucionados na Ilha.