sexta-feira, 21 de junho de 2013

Manifestações podem mudar o Brasil


            Milhares de moradores da Ilha do Governador compareceram as manifestações de segunda e quinta desta semana, no Centro da cidade. O protesto contagiou a população brasileira e se espalhou rapidamente por quase todos os estados. O movimento é forte e tem como pano de fundo a indignação do povo contra a corrupção, a qualidade e preço dos transportes entre outras injustiças que têm sacrificado os brasileiros.
            Na Ilha, diversos grupos de jovens tentam programar, para os próximos dias, um movimento para protestar contra os serviços públicos que não funcionam, como o péssimo transporte de passageiros realizado pelas barcas, o exagerado preço cobrado pelos ônibus frescões, entre outras reinvindicações que incluem os baixos salários dos professores.
            Temas nacionais importantes devem fazer pauta das próximas reinvindicações, como a extinção da PEC 37, absurdo que acaba com o poder de investigação do MP. É vergonhoso que tentem proteger os políticos já condenados pelo STF no episódio do mensalão. Acabar definitivamente com a PEC 37 será uma vitória das passeatas que ficará para a história.
            Ganha dimensão e respeito de toda população o protesto quando a luta é pacífica e com temas claros contra a desonestidade e injustiças do poder público. Todavia, o movimento perde sentido quando vândalos se infiltram entre os manifestantes saqueando e destruindo o patrimônio público e particular. Excluir esses radicais agressivos que não representam ninguém e tiram o foco do movimento é uma responsabilidade cuja ação devemos controlar para manter a confiança nas manifestações.
            O Brasil inicia um novo tempo. Reivindicar, protestar e exigir direitos é atitude que essa geração precisa conquistar como legado ao futuro. É bom também que esse momento sirva para a população adquirir mais consciência nas eleições e melhorar a qualidade dos seus representantes, que no momento estão acuados, sem coragem e propostas. Uma vergonha!!!