sexta-feira, 5 de março de 2010

Mistério no abastecimento de GNV

Se vivemos um momento de constatação da revolta da natureza contra a devastação no meio ambiente provocada pelo ser humano, é inadmissível que interesses financeiros dificultem a instalação de mais postos para abastecimento de GNV na Ilha. Contraria a lógica que o governo do Rio de Janeiro diminua em 75% o valor do IPVA (nenhum outro estado dá esse incentivo) dos carros cujos proprietários instalem equipamentos para o motor funcionar com o GNV, e tantos obstáculos sejam criados para o abastecimento desses veículos. Seja pressão dos donos dos dois postos com GNV existentes na Ilha que não querem perder fatia do mercado ou a burocracia da Companhia Estadual de Gás (CEG), a verdade é que além da agressão ao meio ambiente (pela dificuldade de manter os veículos abastecidos com gás), o preço cobrado pela exclusividade no abastecimento do GNV é extorsivo. Chega a quase 30% a diferença do preço entre a Ilha e de bairros próximos. Uma vergonha descarada!
A Associação Comercial da Ilha, cuja presidência exerço, vai entrar nesta luta e examinar junto a CEG, a quem interessa queimar combustíveis mais poluentes e caros. O sentimento dos motoristas da Ilha é de revolta e impotência pela falta de alternativas. Se existe algum investidor que pretenda colocar bombas para abastecimento de GNV, peço que se comunique através do nosso e-mail. Com certeza terá o apoio de todos os proprietários de veículos com o kit gás.
A conscientização que a alternativa do uso do gás contribui efetivamente para diminuir a poluição do ar é uma pequena resposta que precisamos dar ao planeta. Tenho medo das tragédias que estão acontecendo pelo mundo. São sinais que o planeta não suporta mais.