segunda-feira, 17 de abril de 2017

MATERNIDADE NO PAULINO WERNECK É UM JUSTO CLAMOR DOS INSULANOS


O Hospital Paulino Werneck pode voltar a ter maternidade

              O abraço programado ao Hospital Paulino Werneck é uma boa iniciativa da população que não perde a esperança e a vontade de lutar por uma maternidade na região. Insulanos de todas as gerações são a favor e é inexplicável terem fechado, há alguns anos, esse setor essencial que funcionou durante muitos anos, justamente no Werneck.
             Agora com uma nova gestão na prefeitura, cujo prefeito Marcelo Crivella colocou como meta cuidar das pessoas, é a oportunidade para a reivindicação dos moradores obterem êxito. A vereadora da Ilha, Tânia Bastos (PRB), também já demonstrou publicamente preocupação com o tema e trata o assunto como prioridade do seu mandato. 
            É inconcebível que mulheres grávidas tenham que sair da Ilha para o acompanhamento de rotina durante a gravidez, como também não é aceitável realizar o parto fora da Ilha, com todos os riscos que os habituais congestionamentos na Estrada do Galeão e a distância podem provocar em casos de partos urgentes.
             Manter a pressão popular é essencial para chamar a atenção das autoridades de saúde para solucionar essa questão tão relevante para todas as famílias
insulanas.
             Recentemente, o Hospital Loreto chegou a ser cogitado para ganhar uma maternidade municipal, mas a necessidade de obras importantes inviabilizou o projeto, para não prejudicar o atendimento de excelência que às crianças portadoras de labioleporino recebem naquela instituição.
             A ideia do abraço ao Paulino Werneck é um ato cívico que merece a participação da coletividade.

Nenhum comentário: