segunda-feira, 17 de abril de 2017

SEM A OPÇÃO DAS BARCAS, OS INSULANOS VÃO CONTINUAR SOFRENDO NOS CONGESTIONAMENTOS PARA SAIR DA ILHA

       Os congestionamentos na Estrada do Galeão
complicam a vida dos insulanos

              Nesta semana, dois acidentes, na pista de saída da Ilha, envolvendo motocicletas e carros, além de uma blitz, por causa de um assalto, causaram sérios transtornos na vida dos insulanos. O problema não é novo, e é improvável que deixe de acontecer outras vezes, pela lei das probabilidades, em uma via de intenso trânsito principalmente no fluxo de saída na parte da manhã, como é a Estrada do Galeão.
              Manter unidades de socorro, reboques e agentes de trânsito de plantão diariamente poderia diminuir o tempo que a população fica presa nos engarrafamentos por acidentes, mas não resolveria quando, por questões de segurança, a polícia realiza blitz. 
              A redução de veículos na Estrada do Galeão, nos horários de maior movimento, poderia ser viabilizada com a alternativa do uso das barcas se esse transporte fosse confiável e tivesse horários para verdadeiramente atender a demanda de milhares de pessoas encurraladas dentro da Ilha todas as manhãs e a multidão de trabalhadores que retorna à noite.
            Todavia, com o governo estadual quebrado e a concessionária responsável pelo transporte marítimo na Baía de Guanabara desinteressada em promover melhorias no sistema, inclusive, já tendo manifestado reiteradas vezes que quer abandonar o negócio, as chances da alternativa do uso de barcas para desafogar o trânsito na Ilha praticamente inexiste, o que é um grande absurdo.
             Enquanto políticas públicas sérias não desenvolverem nosso sistema de mobilidade urbana com o uso de embarcações, o insulano estará refém da fluidez do trânsito na Estrada do Galeão.

7 comentários:

Hodrigo Dionathan disse...

Nada em nosso Pais e serio, Tudo não passa discursos vendidos em troca de favores . As barcas são lamentáveis com uma manutenção miserável, Muita coisa tem que mudar começando pela educação .

Anônimo disse...

Pq então o governo não tira a ccr e abre para outra empresa q tenha interesse em explorar essa demada... é isso q eu não entendo, esse monopólio de empresas desinteressadas.. ��

Ivanete Lobo Figueiredo disse...

Que pena. Mesmo assim , amo minha ilha!

Marcelo Correia Rodrigues disse...

As barcas são fundamentais para o transporte dos moradores da Ilha do Governador que precisam se deslocar até o Centro da cidade. Os frescões sofrem com muitos assaltos. Acredito que não haja interesse nas Barcas justamente pelo lobby das empresas de ônibus.

Anônimo disse...

As barcas são as melhores opções visto que os ônibus estão sempre lotados no horário que nós trabalhadores estamos indo e vindo do trabalho.

Anônimo disse...

Quero smart fit na ilha

Anônimo disse...

Pra que barcas??? Se o povo não tem um pingo de educação, não respeita nada. Jogatina, gritaria, bebida alcoólica, maconha parecem que estão na sala de casa.