segunda-feira, 14 de agosto de 2017

ESTAMOS EM PERIGO E PRECISAMOS DE PROTEÇÃO

              Nada, absolutamente nada, está sendo feito para diminuir o grave momento de insegurança que os insulanos vivem. Pelos relatos das centenas de vítimas de ações criminosas, que se multiplicam a cada semana, é o pior momento da história da Ilha. A região que já foi considerada o local mais tranquilo da cidade vive quase o mesmo clima do restante do município, com relatos de assaltos em todos os bairros a qualquer hora do dia.
            Se, há alguns meses, os insulanos já evitavam sair da Ilha à noite, agora o clima também é de receio de circular durante o dia, onde bandidos em carros e motos assaltam a mão armada pedestres, que antes circulavam despreocupadamente nas ruas da Ilha, em qualquer horário.
Não podemos deixar que acabe aquela sensação gostosa de tranquilidade, que todos temos, ao atravessar a ponte e entrar em território insulano. Isso não tem preço e precisa de todos os esforços da população, das organizações sociais e autoridades, no sentido que sejam encontradas soluções para resgatar a segurança dos moradores da Ilha.
            Não tenho experiência para sugerir planos de policiamento, mas creio que é preciso aumentar a presença da polícia nas ruas e o deslocamento permanente de viaturas como um eficiente meio de deixar os criminosos nervosos e preocupados. Acredito que isso seja melhor do que manter viaturas paradas no mesmo ponto, mesmo que esses sejam estratégicos. 
            A verdade é que o problema gerado pelo aumento da criminalidade atinge a todos nós insulanos. Estamos em perigo e precisamos de proteção. Não importa onde moramos na Ilha.

Um comentário:

Anônimo disse...

HOJE POR VOLTA DAS 16:00 DOIS HOMENS EM UMA MOTO ASSALTARAM PESSOAS NA FREGUESIA PROXIMO AO DUZENTOS..... ESTÁ MUITO DIFICIL NA ILHA, NA SEXTA FEIRA DIA 25/08 POR VOLTA DAS 14:00 UMA TECNICA DE ENFERMAGEM FOI ASSALTADA E AGREDIDA BRUTALMENTE POR DOIS HOMENS EM UMA MOTO NA RUA CAMBAUBA PROXIMA AO NUMERO 280. VAMOS DIVULGAR CHEGAR AS AUTORIDADES!