sexta-feira, 6 de setembro de 2019

COLÉGIO NEWTON BRAGA SOFRE MUDANÇAS GRAVES

 Fundado em 1960, o Colégio Newton Braga é referência
 em qualidade de ensino e disciplina

          O Comando da Aeronaútica, durante reunião essa semana em Brasília, decidiu abandonar a gestão do conceituado Colégio Newton Braga e traçou uma agenda de transferência do ensino para o Estado. O plano é passar o ensino médio para a Seduc já em 2020, e acabar gradual e definitivamente com o ensino fundamental até 2024. Ou seja, no próximo ano não haverá matrículas para o primeiro ano.
          A ideia é estabelecer um sistema de gestão cívico-militar, com inevitável perda na qualidade de ensino, principalmente pela necessária adaptação à uma nova estrutura e conceito de ensino. A diferença nas propostas educacionais será golpe fatal naquilo que sempre fez a diferença do colégio, que é a qualidade de ensino e a disciplina. A maioria dos professores não poderá continuar ensinando diante da incompatibilidade de regras entre a carreira no magistério federal e provavelmente deverão ser transferidos para outras unidades federais.
          Atualmente com 1.080 alunos, o Colégio Newton Braga é referência na área da educação e orgulho dos alunos, pais, professores e sobretudo dos ex-alunos, cuja maioria hoje é constituída de cidadãos de princípios e caráter, que tiveram a base da sua  educação forjada na instituição.
         É muito importante uma reação imediata contra essas mudanças que podem causar graves prejuízos à educação, principalmente aos alunos do ensino fundamental, cuja transição acaba na inexplicável extinção de uma série por ano. A reação contra essa medida inoportuna precisa contar com a influência e manifestação de todos nós, brasileiros de bom senso e responsáveis.
          Não é uma boa ideia e não há justificativa para produzir mudanças dessa magnitude num colégio de alto conceito como o Newton Braga, onde tudo está dando certo desde a sua fundação em 1960, e cujo ensino é admirado e respeitado por todos.

Nenhum comentário: